Destaques

Acompanhe notícias, artigos e outras informações relacionadas à Fundepar

Nova investida da Fundepar

Nova investida da Fundepar



Formalizada parceria com a empresa Detechta, que realiza pesquisa e desenvolvimento para a indústria de vacinas e diagnósticos para o mercado veterinário e humano

Colaborando para a transferência de conhecimento para a sociedade, a Fundep Participações S.A (Fundepar) disponibiliza apoio a empresas emergentes inovadoras. A todo vapor com essa diretriz, a Fundepar formalizou o quarto aporte, nessa segunda-feira, 21 de setembro. A investida é a Detechta, empresa de base tecnológica voltada à pesquisa e desenvolvimento para a indústria de vacinas e de diagnóstico in vitro, tanto para o mercado humano quanto para o animal.

Idealizada pelos professores Ricardo Tostes Gazzinelli e Flávio da Fonseca, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG, e pela professora Ana Paula Fernandes, da Escola de Farmácia da UFMG – pesquisadores do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Vacinas (INCTV) –, a Detechta atua na produção de vacinas, no segmento de testes rápidos e no desenvolvimento de novas tecnologias para diagnósticos mais precisos. “Nós temos experiência na área de desenvolvimento de vacinas veterinárias. Já está no mercado a Leish-Tec, vacina contra leishmaniose visceral canina, a primeira recombinante feita no Brasil; e outras foram e estão sendo criadas com a tecnologia recombinante do INCTV. Além disso, temos um programa de desenvolvimento de testes rápidos para campo e estamos produzindo outra plataforma para diagnóstico ainda mais inovadora. Os testes e diagnósticos incluem a identificação de doenças como leishmaniose, dengue, doença de Chagas e pretendemos ampliar o leque”, explica Gazzinelli. Segundo o professor Flávio, a intenção é uma atuação ampla: “Trabalhamos desde a prevenção, com as vacinas, aos diagnósticos e testes para identificação de doença e também para confirmação da proteção”.

Detechta 3

Investindo em inovação

Os recursos oferecidos pela Fundepar serão aplicados para inserir os produtos da Detechta no mercado. Com a parceria, a Fundepar se torna sócia do empreendimento. “Esse projeto é alinhado ao perfil esperado pela Fundepar. A decisão pelo apoio considerou o corpo técnico de alto nível de qualidade e que trabalha com tecnologia disruptiva, o mercado de atuação, que é de grande relevância científica e social, e, ainda, as contribuições que a Fundepar pode realizar”, diz o diretor da Fundepar, Ramon Dias de Azevedo.

Para a formalização da parceria, a Fundepar vem acompanhando a Detechta há cerca de dois anos. “Contamos com um suporte fundamental da Fundepar nas questões de gestão, plano de negócio e direcionamento das ideias. Aprendemos muito nesse período, estabelecemos uma relação de confiança e interesse mútuo”, afirma o professor Gazzinelli, que complementa: “acreditamos que, com essa parceria, a Detechta será bem sucedida”.

A professora Ana Paula também tem expectativas positivas: “Quando se pode contar com um parceiro como a Fundepar, que investe e ainda facilita todo o processo relativo à administração, legislação, análise de mercado, relacionamento com a indústria e comércio – entre outras questões que muitas vezes nós, pesquisadores, não conseguimos conciliar com as nossas principais atividades –, sentimo-nos mais confiantes. Desconheço uma parceira como a Fundepar, que oferece esse suporte para que a UFMG siga esse campo de ‘inovar em inovação’”.

Detechta 2

Portfólio Fundepar

A Fundepar possui, além da Detechta, outras três investidas: a Myleus Biotecnologia, que é a primeira empresa brasileira a atuar na área de análises genéticas para certificação de produtos de origem animal e vegetal; o Techmall, cujo foco é promover a aceleração do desenvolvimento de startups de base tecnológica arrojada; e a Zunnit, especializada em ferramentas de segmentação, análise do comportamento de usuários e deep learning.

Mapa do site