Destaques

Acompanhe notícias, artigos e outras informações relacionadas à Fundepar

Parcerias ajudam a viabilizar boas ideias

Parcerias ajudam a viabilizar boas ideias



Iniciativas bem-sucedidas de universidades proporcionam mais confiança e segurança aos empreendedores no desenvolvimento de seus produtos. Além de auxiliar os pesquisadores com o suporte técnico de seus laboratórios e professores, instituições de ensino como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desenvolvem ações próprias e parcerias para estimular os empreendedores a viabilizar comercialmente os seus projetos.

“A maioria dos pesquisadores são pessoas do meio acadêmico, que possuem um vasto conhecimento científico, mas não entendem nada de negócios”, afirma o médico Pedro Vidigal, diretor de desenvolvimento institucional da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), órgão ligado à UFMG. O objetivo da Fundep é realizar a gestão de projetos de ensino, pesquisa e extensão da UFMG e de outras instituições e centros de inovação não apenas em Minas Gerais, como em outros Estados.

Segundo Vidigal, a ação da Fundep permite que o pesquisador foque em suas atribuições diretas enquanto a entidade fica responsável pela execução de atos administrativos e financeiros inerentes aos projetos, como compras, importações, contratação de pessoal, contabilidade e prestação de compras. “Os alunos e cientistas tem orgulho de seus trabalhos, mas muitas vezes não percebem que é possível transformá-los em startups.”

Por ser uma fundação de direito privado prestadora de serviços para a UFMG, a Fundep tem autonomia para desenvolver projetos junto a outras instituições. Desde 1975, foram mais de três mil projetos junto a diversos parceiros, como a UFABC, ITA, Inpe e Fundação Roberto Marinho.

Segundo Vidigal, a Fundep já investiu cerca de US$ 1,5 milhão em P&D, recursos considerados insuficientes para contemplar o capital intelectual gerado nos laboratórios da UFMG.

Para promover a aceleração dos projetos, foi criada a Fundep Participações (Fundepar), que já promoveu investimentos em quatro empresas: na Detechta, do setor de desenvolvimento de vacinas para o mercado humano e animal, na Myleus Biotecnologia (estudos genéticos), Techmall (focada na gestão e aceleração de startups de base tecnológica) e na Zunnit, especializada em ferramentas de segmentação, análise de comportamento de mercado e deep learning. “A Fundepar não transforma o pesquisador em um homem de negócios. Em muitas situações, o pesquisador quer permanecer no laboratório com os seus estudos e não ambiciona ir para um escritório cuidar de números. Mas, ele aceita de bom grado que a Fundepar atue em seu projeto e o viabilize em um negócio”, diz Vidigal.

Para estimular os mais jovens, Fundepar criou na UFMG um programa de pré-aceleração batizado como Lemonade. O objetivo é promover mais rapidamente as tecnologias e ideias geradas dentro da universidade.

Em Campinas, seis experientes pesquisadores que atuavam no mundo corporativo decidiram unir os seus expertises e criaram a Baita, uma aceleradora de projetos de startups com a missão de desenvolver uma cultura empreendedora junto ao mundo corporativo e agregar experiência administrativa aos empreendedores. A empresa está sediada dentro da Unicamp, instituição reconhecida pela sua ampla produção científica. A parceria com aUnicamp é por meio da Agência de Inovação da Unicamp (Inova) e com a Unicamp Ventures, que trabalha junto ao ecossistema local. Na outra ponta, atua com investidores, como Harvard Angels, Inseed Ivestimentos, SP Ventures e GAG Investimentos.

Segundo Rosana Fernandes, sócia da Baita, o perfil dos sócios contribui para que haja uma identidade comum na busca de soluções para as startups. “Ao criarmos a Baita, pensamos em modelos adotados em outros países, nos quais a incubadora atua em conjunto com a aceleradora. Por termos adquirido larga experiência no mundo corporativo, enxergamos nos projetos viabilidade de negócios e buscamos passar aos empreendedores esta cultura. Só a tecnologia em si não garante o sucesso de um produto”, afirma.

Fonte: Valor Econômico
Site: http://www.valor.com.br/empresas/4291514/parcerias-ajudam-viabilizar-boas-ideias

Mapa do site